Weblogue colectivo do projecto Mediascópio - CECS / Universidade do Minho | RSS: ATOM 0.3 |




Envie este post



Remember me (?)



All personal information that you provide here will be governed by the Privacy Policy of Blogger.com. More...



Dois trabalhos publicados no DN de hoje merecem referência: * A entrevista de Mário Mesquita a Armando Rafael, na qual o antigo director do DN e do Diário de Lisboa tenta "antecipar as tendências que podem marcar a informação dos jornais e das revistas ao longo de 2003". Algumas ideias: "Um jornalismo descontextualizado facilita o aparecimento de um jornalismo de estados de alma. Ora um dos papéis que a imprensa pode ter é dar esse enquadramento, mostrando que agora há uma crise, mas que já houve situações bem piores. Até porque há públicos jovens que desconhecem essas situações e que não têm, nem têm obrigação de ter, tal memória". "Assim como a retórica dos títulos inflamados não faz uma boa imprensa, também não me parece um boa ideia ficar agarrado a uma certa sobriedade monacal. Mas o jornalismo faz-se todos os dias, hoje, se calhar, mais ligado ao marketing, mas mesmo aí tem havido surpresas agradáveis, como verificar que o livro até é um bom veículo de promoção para um jornal". "Há duas vertentes que o jornalismo pode explorar e até combinar. Uma é a vertente mais narrativa da história que envolve uma personagem, e que parte da ideia de que o jornalismo constrói personagens, à semelhança do historiador e do ficcionista. O que significa uma certa aproximação a um modelo da literatura. Outra é o desenvolvimento de temas, dossiers ou inquéritos, que corresponde a uma maior aproximação às ciências sociais, e que se pode apoiar nas sondagens e em vários especialistas. Mas também pode haver pontes entre estes dois modelos. Este jornalismo mais sociológico pode ser complementado ou ilustrado com pessoas ou com exemplos em concreto". "O público que lê jornais em Portugal é restrito, mas exigente. O que torna isto tudo muito complicado são as empresas, que são obrigadas a fornecer produtos de qualidade, sabendo que o fazem para um mercado pouco elástico. Por isso, muitos gestores, habituados a grandes negócios em tempos curtos, têm grandes decepções quando chegam à imprensa". * O outro texto intitula-se "Mudar de página" e é assinado por Paulo Cunha e Silva. Reflecte sobre a mudança do local da sua colaboração, nas páginas do DN renovado. Escreve o autor, a dado passo: "O grande desafio da imprensa escrita é justamente esse: o conseguir mudar de página, compaginar-se com o seu tempo sem ceder às tentações de abastardamento que a «sociedade do espectáculo» quer impor. E o futuro da imprensa estará cada vez mais na capacidade de ela conjugar os distintos tempos deste lugar paradoxal que mistura o pequeno drama doméstico com o gigantesco drama mundial. O grande desafio é esse. O de ser profundo e superficial ao mesmo tempo. O de ser vertical e horizontal. De ser denso (pesado) sem perder a capacidade de voar. É por isso que um bom jornal é hoje o lugar ideal para experimentar aquilo a que temos chamado obliquidade". * Há ainda, na mesma edição, uma notícia sobre a tendência para pagar os serviços na Internet e que termina com uma frase que me deixou dúvidas sobre o que entende o DN por weblogs (melhor: quem escreveu a peça) : "Finalmente, os weblogs, também conhecidos por blogs (espaços pessoais de escrita na Rede, que permitem que os leitores sigam o caminho de tudo o que é publicado e arquivado), tornaram-se populares em 2002, mas espera-se um verdadeiro boom ao longo deste ano".


0 resposta(s) para “”

Responder





Quem somos

» Manuel Pinto
» Helena Sousa
» Luis Antonio Santos
» Joaquim Fidalgo
» Felisbela Lopes
» Madalena Oliveira
» Sara Moutinho
» Daniela Bertocchi
» Sergio Denicoli

» E-MAIL

Últimos posts

» Passou relativamente despercebido o 20º aniversári...
» Voltamos a ter a ZonaNon - revista de cultura crít...
» Tempos de balanço. Tempo para ver as "Top Media St...
» A informação livre e de qualidade pode ser um veíc...
» Nas análises do ano prestes a findar, os weblogs p...
» Sob o título "Sabes a que brincam os teus filhos?"...
» "Sua excelência, o assessor - veteranos nas redacç...
» Um terço dos norte-americanos elegeu a internet co...
» O Guardian sugere um teste ao conhecimento das not...
» Finalmente, uma notícia - cuja perspectiva, boa ou...

Ligações


Arquivos

» Abril 2002
» Maio 2002
» Junho 2002
» Julho 2002
» Agosto 2002
» Setembro 2002
» Outubro 2002
» Novembro 2002
» Dezembro 2002
» Janeiro 2003
» Fevereiro 2003
» Março 2003
» Abril 2003
» Maio 2003
» Junho 2003
» Julho 2003
» Agosto 2003
» Setembro 2003
» Outubro 2003
» Novembro 2003
» Dezembro 2003
» Janeiro 2004
» Fevereiro 2004
» Março 2004
» Abril 2004
» Maio 2004
» Junho 2004
» Julho 2004
» Agosto 2004
» Setembro 2004
» Outubro 2004
» Novembro 2004
» Dezembro 2004
» Janeiro 2005
» Fevereiro 2005
» Março 2005
» Abril 2005
» Maio 2005
» Junho 2005
» Julho 2005
» Agosto 2005
» Setembro 2005
» Outubro 2005
» Novembro 2005
» Dezembro 2005
» Janeiro 2006
» Fevereiro 2006
» Março 2006
» Abril 2006
» Maio 2006
» Junho 2006
» Julho 2006
» Agosto 2006
» Setembro 2006
» Outubro 2006
» Novembro 2006
» Dezembro 2006
» Janeiro 2007

Livros

TV do futebol

» Felisbela Lopes e Sara pereira (orgs) A TV do Futebol; Porto: Campo das Letras

» Televisão e cidadania. Contributos para o debate sobre o serviço público. Manuel Pinto (coord.), Helena Sousa, Joaquim Fidalgo, Helena Gonçalves, Felisbela Lopes, Helena Pires, Luis António Santos. 2ª edição, aumentada, Maio de 2005. Colecção Comunicação e Sociedade. Campo das Letras Editores.

» Weblogs - Diário de Bordo. António Granado, Elisabete Barbosa. Porto Editora. Colecção: Comunicação. Última Edição: Fevereiro de 2004.

» Em nome do leitor. As colunas do provedor do "Público". Joaquim Fidalgo. Coimbra: Ed. Minerva. 2004

» Outras publicações do CECS

Eventos

» Conferência: A Nova Entidade Reguladora no quadro das políticas de Comunicação em Portugal (2006)

» I Congresso Internacional sobre Comunicação e Lusofonia (2005)

» Jornadas ?Dez Anos de Jornalismo Digital em Portugal: Estado da Arte e Cenários Futuros? (2005)

» Todos os eventos







Subscribe with Bloglines


Technorati Profile Powered by Blogger and Blogger Templates