Weblogue colectivo do projecto Mediascópio - CECS / Universidade do Minho | RSS: ATOM 0.3 |



Leituras apressadas, interpretações subvertidas


Envie este post



Remember me (?)



All personal information that you provide here will be governed by the Privacy Policy of Blogger.com. More...



Leituras apressadas, interpretações subvertidas

Vem hoje no jornal Público uma notícia aparentemente favorável à Universidade do Minho e ao Departamento de Ciências da Comunicação em particular. O título sugere que os cursos de Comunicação do Minho e da Beira Interior estão bem classificados, no âmbito da avaliação externa efectuada pela Federação das Universidades Portuguesas na Primavera deste ano. Ora, desmontando o texto de Bárbara Wong é preciso anotar algumas subversões:

  • Ao contrário do que se sugere no texto, as boas classificações do Minho e da Beira Interior não decorrem do facto de a comissão ser integrada por dois professores catedráticos da Universidade bracarense e presidida por um professor da Covilhã. A leitura do relatório é explícita no que concerne à composição do júri, evidenciando-se uma clara diversidade em termos de proveniência dos membros da Comissão de Avaliação.
  • Ao contrário do que se sugere no texto, a Universidade Nova tinha um dos seus catedráticos na Comissão. Está no relatório: chama-se Manuel José Lopes da Silva e é professor catedrático jubilado da Universidade Nova de Lisboa. A jornalista teria sido prudente se tivesse procurado conhecer melhor este pormenor. É que ainda um outro professor desta universidade foi convidado a integrar a comissão e só não o fez alegando razões pessoais: estaria em sabática nos EUA.
  • Ao contrário do que se sugere no texto, os contraditórios da Técnica e da Lusófona não foram "recursos polémicos", mas "recursos de timbre polémico", o que é substancialmente diferente. Além disso, a leitura atenta do Relatório-síntese provaria que o único contraditório considerado realmente inaceitável pela comissão foi o da Universidade de Coimbra.
  • Ao contrário do que se afirma no texto, no que diz respeito aos equipamentos, a classificação de "excelente" não foi atribuída às Lusófona e Autónoma. A Autónoma foi classificada com um D (suficiente) e a Lusófona foi classificada com um C (bom). Com A (excelente) foram, na verdade, classificadas as Universidades da Beira Interior, Aveiro e a Católica do Porto.
  • Para além destes erros, o texto ganharia se expressasse outros elementos mais significativos do relatório. Por exemplo, o facto de a Universidade de Aveiro ter ficado em terceiro lugar nesta classificação, o facto de o ISMAI ter obtido nota negativa e de o Instituto Miguel Torga ter tido a pior classificação.

Das duas uma: ou eu e Bárbara Wong não lemos o mesmo relatório ou definitivamente esta notícia foi escrita na perigosa precipitação de uma leitura apressada. Não quero sequer colocar a hipótese de uma intenção deliberada de subverter o que se diz no texto do relatório (que pode ser lido aqui), mas que esta é uma notícia atabalhoada, como diz o Luís Santos no Atrium, ai isso é.


4 resposta(s) para “Leituras apressadas, interpretações subvertidas”

  1. Blogger Basket 

    Bon jour. Le temps amer que je vois.

    Chercher le temps et quelques comment terrien ici.

    Blog agréable.

    Je devrai revenir plus tard.

  2. Blogger Hunt and Fish 

    Good post

  3. Anonymous Anónimo 

    nice blog enjoyed it :)

    Keep up the excellent work! and i bookmarked u!

    so cant wait for ur next post! :)

    Thanks!!

  4. Blogger Hunt and Fish 

    Your page loaded really quick for all the content and images I'm impressed

Responder





Quem somos

» Manuel Pinto
» Helena Sousa
» Luis Antonio Santos
» Joaquim Fidalgo
» Felisbela Lopes
» Madalena Oliveira
» Sara Moutinho
» Daniela Bertocchi
» Sergio Denicoli

» E-MAIL

Últimos posts

» Dezassete blogues pressionam o jornal Público Pel...
» Jornada de luta em França afecta alguns media O L...
» "Caso Prisa/Media Capital" no "Clube de Jornalista...
» VII Congresso Internacional de Comunicação Lusófon...
» Notas da semana - IV Achei exótica a demissão de ...
» Notas da semana - III O Público ocupou na sexta-f...
» Notas da semana - II Um caso sintomático ocorrido...
» Nota da semana - I * Judith Miller, jornalista do...
» Estado grave O Sindicato dos Jornalistas exigiu q...
» O jornalismo de investigação em Portugal Aquilo ...

Ligações


Arquivos

» Abril 2002
» Maio 2002
» Junho 2002
» Julho 2002
» Agosto 2002
» Setembro 2002
» Outubro 2002
» Novembro 2002
» Dezembro 2002
» Janeiro 2003
» Fevereiro 2003
» Março 2003
» Abril 2003
» Maio 2003
» Junho 2003
» Julho 2003
» Agosto 2003
» Setembro 2003
» Outubro 2003
» Novembro 2003
» Dezembro 2003
» Janeiro 2004
» Fevereiro 2004
» Março 2004
» Abril 2004
» Maio 2004
» Junho 2004
» Julho 2004
» Agosto 2004
» Setembro 2004
» Outubro 2004
» Novembro 2004
» Dezembro 2004
» Janeiro 2005
» Fevereiro 2005
» Março 2005
» Abril 2005
» Maio 2005
» Junho 2005
» Julho 2005
» Agosto 2005
» Setembro 2005
» Outubro 2005
» Novembro 2005
» Dezembro 2005
» Janeiro 2006
» Fevereiro 2006
» Março 2006
» Abril 2006
» Maio 2006
» Junho 2006
» Julho 2006
» Agosto 2006
» Setembro 2006
» Outubro 2006
» Novembro 2006
» Dezembro 2006
» Janeiro 2007

Livros

TV do futebol

» Felisbela Lopes e Sara pereira (orgs) A TV do Futebol; Porto: Campo das Letras

» Televisão e cidadania. Contributos para o debate sobre o serviço público. Manuel Pinto (coord.), Helena Sousa, Joaquim Fidalgo, Helena Gonçalves, Felisbela Lopes, Helena Pires, Luis António Santos. 2ª edição, aumentada, Maio de 2005. Colecção Comunicação e Sociedade. Campo das Letras Editores.

» Weblogs - Diário de Bordo. António Granado, Elisabete Barbosa. Porto Editora. Colecção: Comunicação. Última Edição: Fevereiro de 2004.

» Em nome do leitor. As colunas do provedor do "Público". Joaquim Fidalgo. Coimbra: Ed. Minerva. 2004

» Outras publicações do CECS

Eventos

» Conferência: A Nova Entidade Reguladora no quadro das políticas de Comunicação em Portugal (2006)

» I Congresso Internacional sobre Comunicação e Lusofonia (2005)

» Jornadas ?Dez Anos de Jornalismo Digital em Portugal: Estado da Arte e Cenários Futuros? (2005)

» Todos os eventos







Subscribe with Bloglines


Technorati Profile Powered by Blogger and Blogger Templates