Weblogue colectivo do projecto Mediascópio - CECS / Universidade do Minho | RSS: ATOM 0.3 |



Uma mensagem de pesar para o JN


Envie este post



Remember me (?)



All personal information that you provide here will be governed by the Privacy Policy of Blogger.com. More...



O Jornal de Notícias, com as especiais responsabilidades que lhe cabem, no quadro da Imprensa em Portugal, tem vindo, nos últimos dias, a escrever de forma repetida e contumaz o nome da criança de Viseu, a propósito do julgamento dos pais, acusados de sevícias e maus tratos. O caso do JN é particularmente grave, visto ter havido, pelos mesmos motivos, uma intervenção do seu provedor do leitor, em Dezembro último, e ter sido dada, na altura, pela Direcção do diário, uma orientação no sentido de esta prática não voltar a repetir-se. Fica aqui a recordação de parte daquilo que o próprio jornal publicou em 8 de Janeiro passado, na coluna do provedor (que - para o caso pouco importa - era o subscritor deste post):

"Por haver, nesta matéria, aspectos relacionados com a orientação editorial, o provedor quis conhecer igualmente a posição da Direcção do JN. O director-adjunto David Pontes, depois de ouvir os editores mais directamente envolvidos no processo, confirma, em traços gerais, o que refere o jornalista citado: que o facto de o nome da vítima ter sido 2profusamente divulgado por outros órgãos de comunicação social, nomeadamente pela televisão" levou a que se considerasse não fazer sentido a reserva por parte do JN. Acrescenta, no entanto: "Não foi, na opinião desta Direcção, o juízo mais correcto. De facto, estando a criança viva, não faz qualquer sentido não manter a reserva do nome, mesmo tendo ele sido erradamente divulgado por outros. Daí que, logo que fomos alertados para o facto, tenha sido acordado entre todos retirar o nome da vítima de futuras peças e tomar o máximo de atenção em casos similares que venhamos a noticiar".

E ainda:

"O comportamento do Jornal de Notícias, neste caso, merece reprovação por dois motivos: em primeiro lugar, por ter-se servido do argumento da infracção alheia para também infringir, numa matéria em que está em causa um direito fundamental da pessoa humana; em segundo lugar, por não terem funcionado mecanismos de alerta e de mudança de comportamento".


4 resposta(s) para “Uma mensagem de pesar para o JN”

  1. Anonymous SerEU 

    Muito bem notado!

  2. Anonymous Jos? Leite Pereira 

    Fa?o minhas as palavras do Manuel Pinto.A direc??o do JN n?o mudou de opini?o relativamente ao texto que cita. Infelizmente voltaram a falhar mecanismos de controlo. Nada mais me resta do que assumir a culpa e pedir desculpa

  3. Anonymous Leonor 

    Gostaria de saber se sao da opiniao que se deveria utilizar um nome falso para a crianca ou entao como acham que ela deveria ser designada. Alem de se criticar o que esta mal, devem ser explicadas as alternativas para que n?o se voltem a cometer os mesmos erros.

  4. Anonymous Alexandre Panda 

    O JN peca muitas vezes pela falta de rigor, mas ainda bem que o seu director assume aqui o errro... ? sinal que vai estar mais atento, a bem dos leitores!

Responder





Quem somos

» Manuel Pinto
» Helena Sousa
» Luis Antonio Santos
» Joaquim Fidalgo
» Felisbela Lopes
» Madalena Oliveira
» Sara Moutinho
» Daniela Bertocchi
» Sergio Denicoli

» E-MAIL

Últimos posts

» O que é ser jornalista
» Faleceu Roger Silverstone
» Prémios Gazeta no Clube de Jornalistas
» BD aborda o futuro do jornalismo
» Lançado livro sobre a Internet e a crise na impren...
» Ética? Qual ética?
» O "desamor" aos provedores
» Jornalismo escrito: "a última grande reserva"
» Notícias do "jornalismo dos cidadãos"
» Dois dias de cimeira sobre o futuro dos media

Ligações


Arquivos

» Abril 2002
» Maio 2002
» Junho 2002
» Julho 2002
» Agosto 2002
» Setembro 2002
» Outubro 2002
» Novembro 2002
» Dezembro 2002
» Janeiro 2003
» Fevereiro 2003
» Março 2003
» Abril 2003
» Maio 2003
» Junho 2003
» Julho 2003
» Agosto 2003
» Setembro 2003
» Outubro 2003
» Novembro 2003
» Dezembro 2003
» Janeiro 2004
» Fevereiro 2004
» Março 2004
» Abril 2004
» Maio 2004
» Junho 2004
» Julho 2004
» Agosto 2004
» Setembro 2004
» Outubro 2004
» Novembro 2004
» Dezembro 2004
» Janeiro 2005
» Fevereiro 2005
» Março 2005
» Abril 2005
» Maio 2005
» Junho 2005
» Julho 2005
» Agosto 2005
» Setembro 2005
» Outubro 2005
» Novembro 2005
» Dezembro 2005
» Janeiro 2006
» Fevereiro 2006
» Março 2006
» Abril 2006
» Maio 2006
» Junho 2006
» Julho 2006
» Agosto 2006
» Setembro 2006
» Outubro 2006
» Novembro 2006
» Dezembro 2006
» Janeiro 2007

Livros

TV do futebol

» Felisbela Lopes e Sara pereira (orgs) A TV do Futebol; Porto: Campo das Letras

» Televisão e cidadania. Contributos para o debate sobre o serviço público. Manuel Pinto (coord.), Helena Sousa, Joaquim Fidalgo, Helena Gonçalves, Felisbela Lopes, Helena Pires, Luis António Santos. 2ª edição, aumentada, Maio de 2005. Colecção Comunicação e Sociedade. Campo das Letras Editores.

» Weblogs - Diário de Bordo. António Granado, Elisabete Barbosa. Porto Editora. Colecção: Comunicação. Última Edição: Fevereiro de 2004.

» Em nome do leitor. As colunas do provedor do "Público". Joaquim Fidalgo. Coimbra: Ed. Minerva. 2004

» Outras publicações do CECS

Eventos

» Conferência: A Nova Entidade Reguladora no quadro das políticas de Comunicação em Portugal (2006)

» I Congresso Internacional sobre Comunicação e Lusofonia (2005)

» Jornadas ?Dez Anos de Jornalismo Digital em Portugal: Estado da Arte e Cenários Futuros? (2005)

» Todos os eventos







Subscribe with Bloglines


Technorati Profile Powered by Blogger and Blogger Templates