Weblogue colectivo do projecto Mediascópio - CECS / Universidade do Minho | RSS: ATOM 0.3 |



Leituras


Envie este post



Remember me (?)



All personal information that you provide here will be governed by the Privacy Policy of Blogger.com. More...



  • Indigènes du numérique, do portal Homo Numericus, via AgoraVox: "Une nouvelle génération est en train de se former. Née à l'ère du tout-numérique, elle acquiert sa formation intellectuelle en utilisant massivement les technologies de l'information et de la communication. (...)Google, principale source d'information pour cette génération, renforce l'effet de rupture en privilégiant les liens en provenance de Wikipedia et MySpace, deux sites dont les fournisseurs de contenus sont majoritairement... des adolescents et de jeunes adultes".
  • Le Diete mediatiche degli italiani nello scenario europeo - Relatório anual Censis-Ucsi sobre a comunicação em Italia-2006, com um enquadramento europeu relativamente a usos, funções e graus de satisfação (consulta gratuito mediante registo prévio).
  • Google snaps up wiki start-up - notícia de hoje do Guardian, que deixa aberta a possibilidade de o Google se lançar no terreno dos wikis, depois de ter adquirido a empresa californiana JotSpot, fundada em 2004 e especializada nesse domínio (acesso mediante registo prévio).
  • The Stern Review Report on the Economics of Climate Change - Quando vistas pelas suas implicações económicas, as mudanças climáticas fazem furor político-mediático.
  • Internet Governance Forum - Este forum sobre o futuro da Internet que, pela iniciativa das Nações Unidas, junta, por estes dias, em Atenas, mais de um milhar de representantes de organizações da sociedade civil, empresas e governos, tem um site que permite acompanhar os trabalhos a distância.


2 resposta(s) para “Leituras”

  1. Anonymous Anónimo 

    Mitos Comunistas



    (grandes aldrabices)

    A V?tima de Alegre & Companhia

    Antes de ir para o Canad? como delegado portugu?s na Organiza??o Mundial da Aeron?utica Civil, era Director Geral da Aeron?utica e despachava directamente com o Dr. Oliveira Salazar. Ap?s esta miss?o foi para Washington como militar da Nato. Finda a comiss?o, regressou a Portugal para ocupar novamente o mesmo cargo. Mas o organograma do Estado tinha mudado e entre o Director Geral da Aeron?utica e o Presidente do Conselho havia agora o Ministro das Comunica??es. Delgado n?o gostou e incompatibilizou-se com Salazar. Como de costume numa democracia, chegaram as elei??es presid?nciais e resolveu concorrer. Perdeu, o povo n?o se deixou enganar por um indiv?duo arrogante, politicamente ambicioso e amigo das filosofias totalit?rias. Como n?o gostou do "n?o", pediu asilo pol?tico ? embaixada do Brazil (uma ditadura). Alguns meses depois Salazar teve pena dele e deixou-o partir. Passeou-se por v?rios pa?ses (incluindo muitos de leste) a dizer mal de Portugal, at? que se juntou ao grupo terrorista de Argel. Depressa se apercebeu do nojo onde se tinha metido e arrependeu-se, contactando o governo do seu pa?s, para se entregar e revelar as atrocidades que o Grupo de Argel pretendia fazer no Continente e Prov?ncias Ultramarinas (como foi confirmado pelo genoc?dio africano p?s-25 de Abril). O local do encontro com a Brigada da PIDE comandada por Rosa Casaco foi combinado.

    Alegre e membros do PCP conseguem subornar alguns elementos desse brigada (que desapareceram ap?s o ataque). O general tinha de ser morto ! A prova disso ? que at? levaram cal, escondida do chefe.

    Todos sabiam que Humberto Delgado andava sempre armado e que disparava caso fosse atacado. O golpe estava montado ! Quando fez sinal ? PIDE da sua posi??o, um dos elementos da brigada, comprado pelo Grupo de Argel, puxou da arma e disparou contra ele. Tudo se precipitou, o plano comunista triunfou, o general de meia-tijela estava prostrado no ch?o, juntamente com a sua secret?ria para todo o servi?o.

  2. Anonymous Anónimo 

    Mitos Comunistas



    (grandes aldrabices)

    A Vítima de Alegre & Companhia

    Antes de ir para o Canadá como delegado português na Organização Mundial da Aeronáutica Civil, era Director Geral da Aeronáutica e despachava directamente com o Dr. Oliveira Salazar. Após esta missão foi para Washington como militar da Nato. Finda a comissão, regressou a Portugal para ocupar novamente o mesmo cargo. Mas o organograma do Estado tinha mudado e entre o Director Geral da Aeronáutica e o Presidente do Conselho havia agora o Ministro das Comunicações. Delgado não gostou e incompatibilizou-se com Salazar. Como de costume numa democracia, chegaram as eleições presidênciais e resolveu concorrer. Perdeu, o povo não se deixou enganar por um indivíduo arrogante, politicamente ambicioso e amigo das filosofias totalitárias. Como não gostou do "não", pediu asilo político à embaixada do Brazil (uma ditadura). Alguns meses depois Salazar teve pena dele e deixou-o partir. Passeou-se por vários países (incluindo muitos de leste) a dizer mal de Portugal, até que se juntou ao grupo terrorista de Argel. Depressa se apercebeu do nojo onde se tinha metido e arrependeu-se, contactando o governo do seu país, para se entregar e revelar as atrocidades que o Grupo de Argel pretendia fazer no Continente e Províncias Ultramarinas (como foi confirmado pelo genocídio africano pós-25 de Abril). O local do encontro com a Brigada da PIDE comandada por Rosa Casaco foi combinado.

    Alegre e membros do PCP conseguem subornar alguns elementos desse brigada (que desapareceram após o ataque). O general tinha de ser morto ! A prova disso é que até levaram cal, escondida do chefe.

    Todos sabiam que Humberto Delgado andava sempre armado e que disparava caso fosse atacado. O golpe estava montado ! Quando fez sinal à PIDE da sua posição, um dos elementos da brigada, comprado pelo Grupo de Argel, puxou da arma e disparou contra ele. Tudo se precipitou, o plano comunista triunfou, o general de meia-tijela estava prostrado no chão, juntamente com a sua secretária para todo o serviço.

    www.riapa.pt.to

Responder





Quem somos

» Manuel Pinto
» Helena Sousa
» Luis Antonio Santos
» Joaquim Fidalgo
» Felisbela Lopes
» Madalena Oliveira
» Sara Moutinho
» Daniela Bertocchi
» Sergio Denicoli

» E-MAIL

Últimos posts

» Notícias do Iraque
» Estórias de espantar
» O impasse no Libération
» Leituras
» Renascença com novo rosto na net
» Manifesto pela mudança no jornalismo
» Sinais dos tempos
» Resposta de Eduardo Cintra Torres
» Os finalistas do Best of the Blogs 2006
» Anotações

Ligações


Arquivos

» Abril 2002
» Maio 2002
» Junho 2002
» Julho 2002
» Agosto 2002
» Setembro 2002
» Outubro 2002
» Novembro 2002
» Dezembro 2002
» Janeiro 2003
» Fevereiro 2003
» Março 2003
» Abril 2003
» Maio 2003
» Junho 2003
» Julho 2003
» Agosto 2003
» Setembro 2003
» Outubro 2003
» Novembro 2003
» Dezembro 2003
» Janeiro 2004
» Fevereiro 2004
» Março 2004
» Abril 2004
» Maio 2004
» Junho 2004
» Julho 2004
» Agosto 2004
» Setembro 2004
» Outubro 2004
» Novembro 2004
» Dezembro 2004
» Janeiro 2005
» Fevereiro 2005
» Março 2005
» Abril 2005
» Maio 2005
» Junho 2005
» Julho 2005
» Agosto 2005
» Setembro 2005
» Outubro 2005
» Novembro 2005
» Dezembro 2005
» Janeiro 2006
» Fevereiro 2006
» Março 2006
» Abril 2006
» Maio 2006
» Junho 2006
» Julho 2006
» Agosto 2006
» Setembro 2006
» Outubro 2006
» Novembro 2006
» Dezembro 2006
» Janeiro 2007

Livros

TV do futebol

» Felisbela Lopes e Sara pereira (orgs) A TV do Futebol; Porto: Campo das Letras

» Televisão e cidadania. Contributos para o debate sobre o serviço público. Manuel Pinto (coord.), Helena Sousa, Joaquim Fidalgo, Helena Gonçalves, Felisbela Lopes, Helena Pires, Luis António Santos. 2ª edição, aumentada, Maio de 2005. Colecção Comunicação e Sociedade. Campo das Letras Editores.

» Weblogs - Diário de Bordo. António Granado, Elisabete Barbosa. Porto Editora. Colecção: Comunicação. Última Edição: Fevereiro de 2004.

» Em nome do leitor. As colunas do provedor do "Público". Joaquim Fidalgo. Coimbra: Ed. Minerva. 2004

» Outras publicações do CECS

Eventos

» Conferência: A Nova Entidade Reguladora no quadro das políticas de Comunicação em Portugal (2006)

» I Congresso Internacional sobre Comunicação e Lusofonia (2005)

» Jornadas ?Dez Anos de Jornalismo Digital em Portugal: Estado da Arte e Cenários Futuros? (2005)

» Todos os eventos







Subscribe with Bloglines


Technorati Profile Powered by Blogger and Blogger Templates