Weblogue colectivo do projecto Mediascópio - CECS / Universidade do Minho | RSS: ATOM 0.3 |



O efeito blog - um exemplo


Envie este post



Remember me (?)



All personal information that you provide here will be governed by the Privacy Policy of Blogger.com. More...



Nos dias que precederam o jogo Espanha-França a imprensa espanhola insistiu em duas ideias fortes: a selecção nacional francesa estava 'de rastos' e para Zinedine Zidane este seria o jogo da reforma. É neste enquadramento que o diário desportivo Marca publica, no dia do jogo (ontem), a primeira página da esquerda, onde se pode ler: "Se tu tens medo a França tem pânico". O jornal opta por deixar claro um posicionamento tentando, eventualmente, tranquilizar os adeptos da equipa nacional (as chamadas 'favas contadas'). Na sequência da expressiva (e convincente) vitória francesa, o jornal faz, no dia seguinte (hoje), uma primeira página que sinaliza uma retracção quase absoluta. A tomada de posição anterior não está presente em parte alguma e a opção é antes uma de confortar os leitores, sendo que se presume: "todos fomos apanhados de surpresa". O desconforto com a postura do jornal neste assunto - diga-se em abono daquele diário - começa em casa e está à vista de todos, no blog de um dos jornalistas que acompanham o Mundial (Escreve Fernando Carreño: "Bueno, pues nosotros nos hemos pasado casi una semana diciendo que íbamos a jubilar a Zidane. Un Zidane que es un grande, que es un gran campeón, y no nos hemos acordado de que los grandes campeones cuando sacan lo mejor es cuando peor se ven. Y ha pasado lo lógico en estos casos: que ha sido Zidane quien nos ha jubilado a nosotros"). Porquê falar disto agora? Porque o discurso inflamatório pelo qual não se assumem consequências é uma prática de natureza viral que não se restringe a Espanha.


2 resposta(s) para “O efeito blog - um exemplo”

  1. Anonymous Leonel Vicente 

    Os discursos "fanfarr?es" funcionam por vezes como "exorcismo" dos pr?prios medos; uma forma de inebriar e de obter uma auto-confian?a artificial... que, frequentemente, tem um efeito contr?rio ao pretendido.

    E, depois, o que fazer? "Desaparecer por um buraco"? Dar a "m?o ? palmat?ria"? Continuar a procurar "negar a realidade"?

    ? por isso que acho que se devem encarar as coisas de forma realista, sem medos, mas tamb?m sem sobrancerias...

    Abra?o.

  2. Anonymous Leonardo Rosa 

    Ol? amigos!
    Aqui no Brasil nossa imprensa, infelizmente, est? com este mesmo discurso inflamat?rio ante o embate entre Brasil e Fran?a. Muitos jornalistas falam como se a vit?ria, e a revanche, estivesse certa.
    Espero eu que n?o paguemos o mesmo pre?o dos espanh?is.
    Abra?os

Responder





Quem somos

» Manuel Pinto
» Helena Sousa
» Luis Antonio Santos
» Joaquim Fidalgo
» Felisbela Lopes
» Madalena Oliveira
» Sara Moutinho
» Daniela Bertocchi
» Sergio Denicoli

» E-MAIL

Últimos posts

» Tratamento jornalístico da deliberação da ERC
» ERC "obriga" SIC e TVI a rever programação
» O que é que é notícia?
» Imprensa: sinais
» Cobertura do Mundial no "Clube de Jornalistas"
» Lançamento de "Comunicação & Cultura"
» "Portugal ganhou a guerra"
» "El Mundo" perde queixa contra "Periodico Digital"...
» França abre Geo Portail
» Tengarrinha, o jornalismo e os media

Ligações


Arquivos

» Abril 2002
» Maio 2002
» Junho 2002
» Julho 2002
» Agosto 2002
» Setembro 2002
» Outubro 2002
» Novembro 2002
» Dezembro 2002
» Janeiro 2003
» Fevereiro 2003
» Março 2003
» Abril 2003
» Maio 2003
» Junho 2003
» Julho 2003
» Agosto 2003
» Setembro 2003
» Outubro 2003
» Novembro 2003
» Dezembro 2003
» Janeiro 2004
» Fevereiro 2004
» Março 2004
» Abril 2004
» Maio 2004
» Junho 2004
» Julho 2004
» Agosto 2004
» Setembro 2004
» Outubro 2004
» Novembro 2004
» Dezembro 2004
» Janeiro 2005
» Fevereiro 2005
» Março 2005
» Abril 2005
» Maio 2005
» Junho 2005
» Julho 2005
» Agosto 2005
» Setembro 2005
» Outubro 2005
» Novembro 2005
» Dezembro 2005
» Janeiro 2006
» Fevereiro 2006
» Março 2006
» Abril 2006
» Maio 2006
» Junho 2006
» Julho 2006
» Agosto 2006
» Setembro 2006
» Outubro 2006
» Novembro 2006
» Dezembro 2006
» Janeiro 2007

Livros

TV do futebol

» Felisbela Lopes e Sara pereira (orgs) A TV do Futebol; Porto: Campo das Letras

» Televisão e cidadania. Contributos para o debate sobre o serviço público. Manuel Pinto (coord.), Helena Sousa, Joaquim Fidalgo, Helena Gonçalves, Felisbela Lopes, Helena Pires, Luis António Santos. 2ª edição, aumentada, Maio de 2005. Colecção Comunicação e Sociedade. Campo das Letras Editores.

» Weblogs - Diário de Bordo. António Granado, Elisabete Barbosa. Porto Editora. Colecção: Comunicação. Última Edição: Fevereiro de 2004.

» Em nome do leitor. As colunas do provedor do "Público". Joaquim Fidalgo. Coimbra: Ed. Minerva. 2004

» Outras publicações do CECS

Eventos

» Conferência: A Nova Entidade Reguladora no quadro das políticas de Comunicação em Portugal (2006)

» I Congresso Internacional sobre Comunicação e Lusofonia (2005)

» Jornadas ?Dez Anos de Jornalismo Digital em Portugal: Estado da Arte e Cenários Futuros? (2005)

» Todos os eventos







Subscribe with Bloglines


Technorati Profile Powered by Blogger and Blogger Templates