Weblogue colectivo do projecto Mediascópio - CECS / Universidade do Minho | RSS: ATOM 0.3 |



Os jornalistas e as posições políticas


Envie este post



Remember me (?)



All personal information that you provide here will be governed by the Privacy Policy of Blogger.com. More...



Como é que os jornalistas portugueses se definem a si mesmos, perante o espectro das posições políticas? E qual a relação entre esses posicionamentos e os da população em geral? Ora aí está um objecto interessante de estudo que, tanto quanto sei, não tem sido investigado entre nós. E, no entanto, tal factor pode ter algum reflexo na análise da orientação político-ideológica dos media dominantes. Acaba de sair, nos Estados Unidos da América, um novo estudo sobre este assunto: "The American Journalist in the 21st Century: US News People at the Dawn of a New Millenium", da autoria da equipa de investigadores constituída por David Weaver, Randal A. Beam, Bonnie J. Brownlee, Paul S. Voakes, e G. Cleveland Wilhoit (Lawrence Erlbaum ,2006). Na verdade, trata-se da quarta vaga de resultados de um estudo que se repete de dez em dez anos, desde 1972. As conclusões decorrem da entrevista telefónica a 1149 jornalistas de media "mainstream" e apontam no sentido de que os jornalistas pendem significativamente mais para a esquerda do espectro político do que a população em geral. Contudo, essa tendência dá sinais de estar a inverter-se, o que acontece pela primeira vez, desde que o estudo se iniciou, nos anos 70 [sublinhe-se, porém, que a comparação com a população dos EUA não é feita através de dados do mesmo estudo, mas comparando com sondagens efectuadas pela Gallup]. Os dados de 2002 não podem ignorar os efeitos dos atentados terroristas de 11 de Setembro. Como não tive ainda acesso ao livro (vi a referência aqui), ignoro se e de que modo o assunto é analisado e debatido. Mas irão certamente continuar a alimentar as discussões sobre o "media bias" - entre os defensores do argumento de um "liberal bias" dos jornalistas e, por outro lado, os que subavaliam o poder de influência dos profissionais quando comparado com os poderes dos directores e gestores editoriais e dos estrategas do marketing, no quadro dos grandes grupos de media.


3 resposta(s) para “Os jornalistas e as posições políticas”

  1. Anonymous Vitor Ramalho 

    Se o estudo fosse feito em Portugal, a percentagem de jornalistas de esquerda seria muito maior. Os ?rg?os de informa??o nas m?os do grande capital. Os jornalistas s?o de esquerda. O sistema no que tem de pior.

  2. Anonymous Lucianella 

    Jornalistas estadunidenses s?o uma f?tia bem distinta da esp?cie... n?o sabem pra que lado fica esquerda e direita. S?o partidarizados, isto sim ? o que s?o!!! E frequentemente n?o resistem muitos aos gadgets do per?odo eleitoral e mudam conforme os ventos sopram. Gay Talese, que ? dos antigos e bons coerentes, muito tem dito sobre eles.

  3. Anonymous Online Casino 

    best site
    http://www.onlinecasino.org.in/

Responder





Quem somos

» Manuel Pinto
» Helena Sousa
» Luis Antonio Santos
» Joaquim Fidalgo
» Felisbela Lopes
» Madalena Oliveira
» Sara Moutinho
» Daniela Bertocchi
» Sergio Denicoli

» E-MAIL

Últimos posts

» Media on line: chat com Francis Pisani
» Pérolas de escrita
» "Singular ou plural?"
» O "Público" - entre o impresso e o digital
» "Ser jornalista é ser tradutor". "Só isso"?
» "A Concentração dos Media e a Liberdade de Imprens...
» O mundo e os jornais
» Newsweek em casa e lá fora
» Os provedores como modelo
» Ainda há lugar para jornalistas?

Ligações


Arquivos

» Abril 2002
» Maio 2002
» Junho 2002
» Julho 2002
» Agosto 2002
» Setembro 2002
» Outubro 2002
» Novembro 2002
» Dezembro 2002
» Janeiro 2003
» Fevereiro 2003
» Março 2003
» Abril 2003
» Maio 2003
» Junho 2003
» Julho 2003
» Agosto 2003
» Setembro 2003
» Outubro 2003
» Novembro 2003
» Dezembro 2003
» Janeiro 2004
» Fevereiro 2004
» Março 2004
» Abril 2004
» Maio 2004
» Junho 2004
» Julho 2004
» Agosto 2004
» Setembro 2004
» Outubro 2004
» Novembro 2004
» Dezembro 2004
» Janeiro 2005
» Fevereiro 2005
» Março 2005
» Abril 2005
» Maio 2005
» Junho 2005
» Julho 2005
» Agosto 2005
» Setembro 2005
» Outubro 2005
» Novembro 2005
» Dezembro 2005
» Janeiro 2006
» Fevereiro 2006
» Março 2006
» Abril 2006
» Maio 2006
» Junho 2006
» Julho 2006
» Agosto 2006
» Setembro 2006
» Outubro 2006
» Novembro 2006
» Dezembro 2006
» Janeiro 2007

Livros

TV do futebol

» Felisbela Lopes e Sara pereira (orgs) A TV do Futebol; Porto: Campo das Letras

» Televisão e cidadania. Contributos para o debate sobre o serviço público. Manuel Pinto (coord.), Helena Sousa, Joaquim Fidalgo, Helena Gonçalves, Felisbela Lopes, Helena Pires, Luis António Santos. 2ª edição, aumentada, Maio de 2005. Colecção Comunicação e Sociedade. Campo das Letras Editores.

» Weblogs - Diário de Bordo. António Granado, Elisabete Barbosa. Porto Editora. Colecção: Comunicação. Última Edição: Fevereiro de 2004.

» Em nome do leitor. As colunas do provedor do "Público". Joaquim Fidalgo. Coimbra: Ed. Minerva. 2004

» Outras publicações do CECS

Eventos

» Conferência: A Nova Entidade Reguladora no quadro das políticas de Comunicação em Portugal (2006)

» I Congresso Internacional sobre Comunicação e Lusofonia (2005)

» Jornadas ?Dez Anos de Jornalismo Digital em Portugal: Estado da Arte e Cenários Futuros? (2005)

» Todos os eventos







Subscribe with Bloglines


Technorati Profile Powered by Blogger and Blogger Templates