Weblogue colectivo do projecto Mediascópio - CECS / Universidade do Minho | RSS: ATOM 0.3 |




Envie este post



Remember me (?)



All personal information that you provide here will be governed by the Privacy Policy of Blogger.com. More...



Um testemunho sobre George Gerbner A notícia da morte de George Gerbner, aqui dada ontem por Helena Sousa, fez-me recordar não apenas o contributo científico deste investigador de primeira água, mas também o seu testemunho cívico. Na minha tese de doutoramento, talvez não lhe tenha prestado a devida justiça. Na altura, preocupado que estava com o lugar que a televisão ocupa na vida quotidiana das crianças e com o estudo dos contextos da recepção, via o criador da teoria da enculturação, uma das correntes de investigação mais interessantes do chamado "paradigma dos efeitos", como excessivamente "mediocêntrico". Conheci melhor, já em meados dos nos 90, as suas propostas de teor ambientalista, que chamaram (e chamam) a atenção para a (falta de) qualidade do ambiente simbólico, devido, em especial, ao papel das televisões dominadas pela demogogia mais descabelada. E achei especialmente interessante o seu papel na criação, em 1996, do Cultural Environment Movement, um plataforma de acção cívica de múltiplas e diversificadas ONG. Infelizmente, tanto quanto soube, Gerbner terá sido vítima de oportunismos vários de gente que se fez próxima dele, levando o movimento a debilitar-se e a morrer. Foi com alguma emoção que, na assembleia de Glasgow da IAMCR(International Association of Media and Communication Research), em 1998, um dia me dei conta de que estava sentado ao seu lado, numa das sessões de trabalho. E a ouvi-lo defender, com energia, o efectivo exercício dos direitos e deveres dos cidadãos face aos media. Um dos seus contributos que vejo como centrais reside na hipótese de que não são tanto conteúdos ou programas isolados ou específicos que influenciam as pessoas e a sociedade, mas, antes, a sua repetição, a reiteração de uma lógica, de um padrão de valores e comportamentos - uma mundividência em que as novas gerações são socializadas, tomando-a como referencial. Se quisermos, um meio-ambiente tido como "normal e natural", não sujeito a questionamento. A sua obra continuará a influenciar os estudos dos media, especialmente da TV.


0 resposta(s) para “”

Responder





Quem somos

» Manuel Pinto
» Helena Sousa
» Luis Antonio Santos
» Joaquim Fidalgo
» Felisbela Lopes
» Madalena Oliveira
» Sara Moutinho
» Daniela Bertocchi
» Sergio Denicoli

» E-MAIL

Últimos posts

» George Gerbner morreu Um dos mais prolíficos aut...
» Revista do ano TSF
» Cobertura das presidenciais: ir além das aparência...
» Sexo explícito na Consoada da SIC Não vi televisã...
» Figuras do ano A equipa da secção de Media do DN ...
» Coisas boas e coisas péssimas da comunicação socia...
» Guia para procurar trabalho como jornalista
» A rádio e a cidadania: notas de um debate O progr...
» Imprensa gratuita dá machadada nas vendas de diári...
» Um ano de NetFM Completa hoje o primeiro ano de v...

Ligações


Arquivos

» Abril 2002
» Maio 2002
» Junho 2002
» Julho 2002
» Agosto 2002
» Setembro 2002
» Outubro 2002
» Novembro 2002
» Dezembro 2002
» Janeiro 2003
» Fevereiro 2003
» Março 2003
» Abril 2003
» Maio 2003
» Junho 2003
» Julho 2003
» Agosto 2003
» Setembro 2003
» Outubro 2003
» Novembro 2003
» Dezembro 2003
» Janeiro 2004
» Fevereiro 2004
» Março 2004
» Abril 2004
» Maio 2004
» Junho 2004
» Julho 2004
» Agosto 2004
» Setembro 2004
» Outubro 2004
» Novembro 2004
» Dezembro 2004
» Janeiro 2005
» Fevereiro 2005
» Março 2005
» Abril 2005
» Maio 2005
» Junho 2005
» Julho 2005
» Agosto 2005
» Setembro 2005
» Outubro 2005
» Novembro 2005
» Dezembro 2005
» Janeiro 2006
» Fevereiro 2006
» Março 2006
» Abril 2006
» Maio 2006
» Junho 2006
» Julho 2006
» Agosto 2006
» Setembro 2006
» Outubro 2006
» Novembro 2006
» Dezembro 2006
» Janeiro 2007

Livros

TV do futebol

» Felisbela Lopes e Sara pereira (orgs) A TV do Futebol; Porto: Campo das Letras

» Televisão e cidadania. Contributos para o debate sobre o serviço público. Manuel Pinto (coord.), Helena Sousa, Joaquim Fidalgo, Helena Gonçalves, Felisbela Lopes, Helena Pires, Luis António Santos. 2ª edição, aumentada, Maio de 2005. Colecção Comunicação e Sociedade. Campo das Letras Editores.

» Weblogs - Diário de Bordo. António Granado, Elisabete Barbosa. Porto Editora. Colecção: Comunicação. Última Edição: Fevereiro de 2004.

» Em nome do leitor. As colunas do provedor do "Público". Joaquim Fidalgo. Coimbra: Ed. Minerva. 2004

» Outras publicações do CECS

Eventos

» Conferência: A Nova Entidade Reguladora no quadro das políticas de Comunicação em Portugal (2006)

» I Congresso Internacional sobre Comunicação e Lusofonia (2005)

» Jornadas ?Dez Anos de Jornalismo Digital em Portugal: Estado da Arte e Cenários Futuros? (2005)

» Todos os eventos







Subscribe with Bloglines


Technorati Profile Powered by Blogger and Blogger Templates